Na Argentina, Lula será premiado e se reunirá com Fernández e Kirchner

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva receberá, nesta sexta-feira (10), o Premio Azucena Villaflor, entregue pelo governo da Argentina a defensoras e defensores dos Direitos Humanos.

9 dez 2021, 18:10 Tempo de leitura: 1 minuto, 19 segundos
Na Argentina, Lula será premiado e se reunirá com Fernández e Kirchner

Lula chega ao país vizinho na sexta-feira (10). Prêmio a ser concedido a ele é entregue pelo governo da Argentina a defensores dos Direitos Humanos.

Foto: Ricardo Stuckert.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva receberá, nesta sexta-feira (10), o Premio Azucena Villaflor, entregue pelo governo da Argentina a defensoras e defensores dos Direitos Humanos. Lula também será homenageado por sua luta contra o lawfare – abuso da Justiça para alcançar fins políticos e ilegítimos.

A cerimônia será dirigida pelo presidente argentino, Alberto Fernández, com quem Lula se reunirá na Casa Rosada no início de sua agenda de visita à Argentina.

Ainda na sexta-feira, Lula também participará, ao lado de Fernández e da vice-presidenta Cristina Kirchner, de ato cultural na Plaza de Mayo, em comemoração aos 38 anos de democracia na Argentina e ao Dia dos Direitos Humanos

Já no sábado (11), o ex-presidente terá encontro com dirigentes da CGT (Confederação Geral do Trabalho) e CTA (Central de Trabalhadores Argentinos) e participará de ato em homenagem a ele e ao movimento sindical.

Prêmio Azucena

O prêmio anual Azucena Villaflor foi instituído em 2003 pelo ex-presidente Néstor Kirchner com o objetivo de reconhecer cidadãos ou entidades de destaque por sua carreira cívica em defesa dos direitos humanos. O prêmio tem o nome de uma das fundadoras do movimento das Madres de Plaza de Mayo e, também, uma das vítimas do terrorismo de Estado durante a ditadura cívico-militar na Argentina.

Publicado originalmente no site do PT.